47 anos depois, Charger RT 1977 segue em estado de 0km

0
13852

Você já imaginou se deparar em pleno 2024 com um clássico Dodge Charger RT 1977 com apenas 24 mil quilômetros rodados? Essa raridade automotiva existe e foi revelada por Reginaldo de Campinas, respeitado caçador de raridades automotivas. O carro, que atualmente integra uma coleção no Mato Grosso, segue em estado de 0km. Apesar de ter saído da linha de montagem há 47 anos, o veículo preserva todos os itens e acessórios originais de fábrica, uma verdadeira cápsula do tempo para os amantes de carros clássicos.

Encontrar um carro clássico em estado original e com baixa quilometragem é um sonho para muitos colecionadores e entusiastas de automóveis. O Dodge Charger RT 1977 representa um pedaço significativo da história automotiva, especialmente durante a era dos muscle cars americanos.

Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas
Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas

Reginaldo não revelou maiores detalhes sobre a história desse Charger específico. Porém ele é um carro lendário, produzido em uma época em que os carros eram construídos para durar, o Charger RT 1977 é uma prova viva da durabilidade e da qualidade da engenharia automotiva da Chrysler. Este modelo específico foi cuidadosamente preservado, mantendo todos os seus componentes originais, desde o motor robusto até os menores detalhes no interior.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Desempenho e Especificações Técnicas

O Dodge Charger RT de 1977 apresenta um desempenho notável para sua época. Ele acelera de 0 a 100 km/h em apenas 9,5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 180 km/h. O motor é um V8 de 5212 cm³, conhecido pelo código LA 318. Esse motor utiliza um carburador para alimentação e possui aspiração natural.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Com uma potência máxima de 215 cv a 4400 rpm e um torque máximo de 42,9 kgfm a 2400 rpm, o Charger RT oferece uma relação peso/potência de 7,1 kg/cv e uma relação peso/torque de 35,5 kg/kgfm. A potência específica é de 41,3 cv/litro e o torque específico de 8,2 kgfm/litro.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

A transmissão é manual, com um câmbio de 4 marchas e tração traseira, acoplada a uma embreagem monodisco a seco. Entretanto, essa configuração garante uma condução esportiva e robusta, características marcantes dos muscle cars americanos dos anos 70.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

O desempenho do Charger RT não era apenas sobre velocidade, mas também sobre a experiência visceral de dirigir um carro com tanto torque e potência. A sensação de estar ao volante de um V8, sentindo o motor vibrar e ouvir o ronco característico, é algo que ressoa profundamente com os entusiastas de carros clássicos. O Charger RT de 1977 encapsula essa experiência de maneira autêntica, oferecendo não apenas um meio de transporte, mas uma verdadeira máquina de emoções.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Dimensões e Capacidade

O Dodge Charger RT 1977 também impressiona por suas dimensões e capacidade. O veículo tem 1390 mm de altura, com uma altura mínima do solo de 160 mm. A bitola dianteira é de 1480 mm, enquanto a traseira mede 1430 mm. Além disso, a carga útil é de 400 kg, ideal para viagens longas ou passeios de fim de semana.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Com um comprimento total de 4960 mm e uma distância entre-eixos de 2820 mm, o Charger RT oferece estabilidade e conforto em sua condução. A largura do veículo é de 1810 mm e ele pesa 1525 kg. O porta-malas tem uma capacidade de 436 litros, enquanto o tanque de combustível pode armazenar até 62 litros, permitindo longos trajetos sem a necessidade de paradas frequentes para abastecimento.

Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas
Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas

Conforto e Direção

O conforto na direção é garantido pela direção assistida hidraulicamente, com um diâmetro de giro de 12 metros, facilitando manobras mesmo em espaços mais restritos. A suspensão dianteira é independente, com braços sobrepostos e um feixe de molas semielípticas como elemento elástico. Já a suspensão traseira é de eixo rígido, proporcionando uma combinação equilibrada entre conforto e desempenho.

Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas
Dodge Charger RT 1977 / Foto: Reginaldo de Campinas

Conclusão

O Dodge Charger RT 1977 é mais do que um carro; é uma verdadeira joia da engenharia automotiva preservada em seu estado original. Sua presença em 2024 como uma peça de coleção em estado de 0km é um testemunho da durabilidade e do cuidado dedicado a este clássico. Assim, com seu desempenho robusto, dimensões imponentes e conforto na direção, o Charger RT continua a cativar entusiastas de carros antigos e a representar uma era de ouro da indústria automobilística americana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui