Ignorada no Brasil, Kombi Corujinha chega a custar R$ 468 mil nos EUA

0
4699

O mundo automotivo é repleto de veículos que marcaram época. Um desses ícones é a Volkswagen Kombi, também conhecida como Type 2, que desde seu surgimento no pós-guerra cativou corações ao redor do mundo. Especialmente os exemplares mais antigos, apelidados de “Kombi Corujinha”, têm se destacado no mercado internacional, surpreendendo até mesmo, os mais atentos colecionadores.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Neste artigo, vamos explorar a trajetória única da Kombi, desde seus dias iniciais até a recente valorização fora do Brasil.

Com sua inconfundível frente vintage dos anos 60, a Kombi Corujinha conquistou não apenas as estradas brasileiras; além disso, capturou o coração dos colecionadores nos Estados Unidos, o principal mercado de carros clássicos do mundo. Os exemplares importados, principalmente do Brasil, tornaram-se alvo de colecionadores americanos, elevando o status da Kombi a um símbolo de classe e desejo.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Qual é o preço da Kombi Corujinha nos Estados Unidos?

No último dia 13 de dezembro de 2023, um exemplar de 1961 foi leiloado no site Bring a Trailer por surpreendentes $95,023 (cerca de R$ 468 mil reais na cotação atual). É importante destacar que esse não é um caso isolado, existem inúmeros casos de Kombis restauradas sendo vendidas por valores que ultrapassam a casa dos US$ 100 mil dólares. Este evento recente apensa destaca a crescente valorização das Kombis Corujinhas, mesmo as mais antigas, consolidando-as como verdadeiras joias automotivas.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Qual é o preço da Kombi Corujinha no Brasil?

Diferentemente dos Estados Unidos, no Brasil, a Kombi Corujinha mantém-se ainda acessível, embora um reduzido grupo de colecionadores já tenha notado a recente tendência global de valorização. É possível encontrar exemplares colecionáveis da Kombi Corujinha dos anos 60 em estado impecável por valores que variam entre R$ 50 mil e R$ 80 mil reais.

Foto: Planet Cars
Foto: Planet Cars

Raízes e Evolução da Kombi

A história da Kombi remonta ao pós-guerra, tendo sua origem quando foi desenvolvida a partir do sucesso do Fusca. Assim, apresentada em 1950 durante o Salão do Automóvel de Genebra, a Kombi destacou-se por sua carroceria em forma de caixa e portas deslizantes laterais. Ao longo das décadas, passou por atualizações que a tornaram uma escolha versátil para famílias, viajantes e empresas em todo o mundo. Essa evolução constante contribuiu para sua notável adaptabilidade ao longo dos anos.

Foto: Planet Cars
Foto: Planet Cars

No Brasil, a produção começou em 1957, na planta de São Bernardo do Campo. Posteriormente, a Kombi ganhou popularidade nas décadas de 1960 e 1970, influenciando até mesmo o movimento hippie. A produção brasileira perdurou até 2013, quando a Volkswagen encerrou a fabricação devido a regulamentações de segurança e emissões.

Foto: Planet Cars
Foto: Planet Cars

Detalhes Marcantes e Mudanças ao Longo dos Anos

A Kombi passou por diversas mudanças ao longo dos anos, cada uma marcando uma era específica. A versão de 6 portas em 1961 foi um marco, seguido pelas alterações na linha 63 que incluíram janelas adicionais. Além disso, as inovações na linha 67, como a chegada de um novo motor de 1.500cc, evidenciam a constante evolução do veículo ao longo de sua história.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Curiosidades como o diferencial travante em 1968, o sistema elétrico de 12 volts e as mudanças nos parachoques refletem não apenas a adaptabilidade da Kombi, mas também sua importância histórica e funcionalidade em diferentes contextos.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Qual a Origem do nome Corujinha?

As Kombis produzidas de 1950 a 1975 receberam no Brasil o carinhoso apelido de Corujinha. Portanto, isso se deve ao desenho da dianteira que lembra um olhar da ave. Adicionalmente, por aqui, o modelo se desenvolveu um pouco ao longo dos anos, com a implementação de mudanças sutis na mecânica e também no acabamento.

Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars
Volkswagen Kombi Corujinha / Foto: Planet Cars

Conclusão

Apesar do encerramento da produção em dezembro de 2013, a Volkswagen Kombi continua a brilhar nos corações dos amantes de carros clássicos. Assim, sua jornada, desde as primeiras unidades produzidas em São Bernardo do Campo nos anos 50, até os leilões pelo mundo, é um tributo à durabilidade, versatilidade e atemporalidade deste veículo icônico. A Kombi Corujinha, outrora ignorada por muitos no Brasil, tornou-se uma verdadeira joia, com sua história única escrita em cada curva de sua carroceria. Portanto, que essa lenda sobre rodas continue a inspirar gerações futuras de entusiastas automotivos, perpetuando seu legado como um ícone inesquecível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui