Raro Dodge Charger 1972 é encontrado em Ferro-Velho

0
1374

Frequentemente encontrado em celeiros ao redor do mundo, o Dodge Charger de 1972 é um dos carros clássicos mais colecionáveis da atualidade. Ele se destaca tanto no Brasil quanto no exterior como uma verdadeira relíquia automotiva.

Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

Embora as descobertas em garagens e celeiros sejam amplamente reconhecidas, existem outras maneiras fascinantes de encontrar e resgatar carros clássicos. Nesse cenário, os ferros-velhos surgem como uma opção, principalmente nos Estados Unidos.

Explorando um Ferro-Velho

Em uma recente garimpagem em busca de raridades automotivas, Ryan, do canal Auto Archaeology no YouTube, encontrou um privilegiado a um ferro-velho em Illinois, onde carros americanos abandonados há décadas aguardavam uma por uma redenção. Entre eles, destaca-se um Dodge Charger Rallye de 1972, cuja restauração parece exigir um verdadeiro milagre. Contudo, não foi apenas este Dodge Charger que chamou a atenção de Ryan, mas uma variedade de carros ecléticos e fascinantes que poderiam se transformar em novos projetos.

Dodge Charger Rallye de 1972

  • Ryan destacou o Dodge Charger Rallye de 1972 como sua principal descoberta, mesmo em condições extremamente precárias.
  • Este Charger Rallye enfrenta sérios problemas de ferrugem nos estribos, portas, para-lamas, capô e parte inferior.
  • Equipado com um exclusivo motor V8 de 5.6 quadrijet, específico para a versão Rallye de 1972.
  • Infelizmente, o capô está firmemente fechado pela ferrugem, impedindo a inspeção do motor por parte de Ryan.
  • O ferro-velho também abriga outras relíquias, como um Pontiac Bonneville de 1960 e um Oldsmobile 442.
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

Desafios de Restauração e Estado Atual

O Charger Rallye de 1972, negligenciado por pelo menos duas décadas, repousa no fundo de um reboque, desafiando qualquer entusiasta a considerar sua restauração. Apesar de apresentar uma peculiaridade intrigante — uma grade e lanternas traseiras de um modelo de 1971 —, o veículo ainda é identificável como um Rallye de 1972 por suas características únicas. No entanto, a carroceria encontra-se em estado lamentável, com o para-choque dianteiro amassado e enferrujado.

Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

Deterioração e Desafios Técnicos

  • As partes dianteiras do Charger exibem ferrugem e deformações significativas nos para-lamas e estribos.
  • A corrosão severa nas partes traseiras dos estribos em direção aos arcos das rodas traseiras é evidente.
  • O exame sob o carro revela um diferencial Mopar 8.75 sem árvore de transmissão, e o tanque de combustível pendurado na parte inferior.
  • Montado em rodas sobressalentes, os pneus estão em decomposição após longos anos de exposição ao tempo.
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

Detalhes do Motor e Considerações Finais

Apesar do potente motor V8 5.6 quadrijet, exclusivo do Rallye de 1972, o capô obstinadamente fechado e a falta das chaves impedem Ryan de explorar o motor, a transmissão e o interior. Ao que parece, a intenção de Ryan não é adquirir e restaurar o Charger, mas documentá-lo. Dada a condição do veículo, a restauração exigiria um esforço monumental em termos de tempo, dedicação e recursos financeiros para torná-lo novamente apto para as estradas, sem mencionar a busca pela diversão e confiabilidade ao dirigir.

Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

A Era Dourada dos Muscle Cars

A década de 1970 marcou o declínio da era dourada dos muscle cars, com regulamentações governamentais, crises petrolíferas iminentes e mudanças nos combustíveis, deixando os fabricantes americanos com poucas opções além de reduzir o desempenho dos veículos. O Charger Rallye de 1972, com sua história e desafios, serve como um testemunho nostálgico desse período crucial da indústria automotiva.

Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology
Dodge Charger 1972 / Foto:  Auto Archaeology

Conclusão

Enquanto o Charger Rallye de 1972 repousa silenciosamente no ferro-velho, sua história aguarda para ser contada. Apesar dos desafios, ele representa uma época passada e inspira os entusiastas a preservar e celebrar o legado dos muscle cars clássicos.

Resta apenas saber se este Charger Rallye terá a oportunidade de rugir novamente nas estradas, lembrando-nos da grandiosidade de uma era automotiva que continua a cativar os corações dos apaixonados por carros clássicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui