Tesouro Automotivo: Santana 1999 segue 0km em pleno 2024

2
39726

Há sempre um fascínio inegável por carros antigos que permanecem intocados pelo tempo, quando encontrados são verdadeiros tesouros automotivos. Neste final de semana, Reginaldo de Campinas, especialista em raridades automotivas, revelou aos seus seguidores uma relíquia impressionante: um Volkswagen Santana vermelho, ano 1999, que permanece 0km e original de fábrica, mesmo após 25 anos.

VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas
VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas

A Saga de Otmar Walter Essig

A história desse exemplar único remonta a Otmar Walter Essig, proprietário de uma concessionária localizada em Estrela (RS). Em 2004, Essig decidiu encerrar as atividades de sua concessionária, mas guardou alguns exemplares Volkswagen 0km, incluindo o magnífico Volkswagen Santana vermelho de 1999.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Do Sul ao Sudeste: Uma Jornada Surpreendente

Depois de 25 anos guardado na antiga concessionária gaúcha, o Volkswagen Santana 1999 encontrou um novo lar em São Paulo. Reginaldo de Campinas, conhecido por sua paixão por raridades automotivas, foi o responsável por levar o tesouro sobre rodas para sua garagem. E o que mais impressiona é que o carro permanece como se tivesse acabado de sair da linha de montagem da Volkswagen.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Um Tesouro Preservado: O Estado Inacreditável do Carro

O estado impecável do Volkswagen Santana 1999 é verdadeiramente surpreendente. Mesmo após um quarto de século, o carro resistiu bravamente ao teste do tempo. O robusto e confiável motor MI 2.0, que entregava 114 cavalos de potência a 5250 rpm, segue brilhante e magistralmente preservado.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

O lastro, o painel e todos os acessórios também continuam incrivelmente intactos. Assim, diante desse notável estado de conservação, é evidente que este Santana é uma verdadeira relíquia automotiva.

VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas
VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas

Em termos de conservação, não há nada que o diferencie de um 0 km atual. Cada detalhe, desde a pintura até os plásticos nos bancos, permanece intacto, como se o relógio tivesse sido congelado desde o momento em que saiu da fábrica em São Bernardo do Campo, ainda no século passado. Este é verdadeiramente um exemplo notável de durabilidade e cuidado excepcional com um veículo.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Uma Breve História do Volkswagen Santana

O Volkswagen Santana marcou uma era no Brasil desde seu lançamento em 1984, representando um salto em termos de luxo e sofisticação para a Volkswagen, sendo posicionado acima do icônico VW Passat.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Inicialmente importado da Alemanha, o Santana viu sua produção nacional iniciar em 1991, na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, São Paulo. Posteriormente, consolidou-se como um dos veículos mais emblemáticos do mercado nacional.

Foto: Reginaldo de Campinas
Foto: Reginaldo de Campinas

Durante sua produção no Brasil, o Santana passou por várias atualizações e mudanças de design, mantendo-se relevante no mercado por muitos anos. No entanto, com o passar do tempo, a concorrência aumentou e o mercado começou a exigir mais tecnologia e sofisticação, o que eventualmente levou ao encerramento da produção do Santana no Brasil em 2006.

VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas
VW Santana / Foto: Reginaldo de Campinas

Conclusão: Uma Cápsula do Tempo Sobre Rodas

Quando nos deparamos com esse magnifico Volkswagen Santana 1999, imaculado e intocado pelo tempo, fomos lembrados não apenas da excelência da engenharia automotiva da época, mas também da paixão e dedicação de colecionadores como o ilustre Otmar Walter Essig e de caçadores de relíquias e especialistas em carros antigos como Reginaldo de Campinas que estão sempre procurando e preservando esses tesouros sobre rodas.

Este Santana é um testemunho vivo de uma era passada de ouro da indústria automobilística brasileira dos tempos em que os carrinhos de plástico, ou a pilha não existiam e se faziam possantes de verdade. Sua história, desde os dias de glória na linha de produção até os anos guardado em uma concessionária gaúcha, ecoa não só a nostalgia, mas também a perseverança e o compromisso com a preservação da herança automotiva do país.

Que esse Santana continue a inspirar entusiastas, mantendo viva a memória de uma época onde a simplicidade e a robustez se encontravam na estrada.

2 COMENTÁRIOS

  1. Realmente lindo. Mesmo sendo uma relíquia,o tempo não poupou uma parte da tapeçaria,que é um defeito crônico destas versões: o malfadado e malfeito porta objetos dos forros de porta, tive um 2005 com menos de 90.000 km,novíssimo. E com o bendito tecido descolado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui