Confirmado no Brasil, novo Mini Cooper E chega depois de julho

0
8387

Desde sua chegada ao Brasil em 2009, a Mini tem conquistado corações e mentes dos brasileiros com seu design icônico e desempenho dinâmico. Agora, a marca se prepara para movimentar o mercado nacional com o lançamento do novo Mini Cooper E, trazendo inovação e sustentabilidade para as ruas brasileiras a partir do segundo semestre, logo após o mês de julho.

Mini Cooper E / Foto: Mini
Mini Cooper E / Foto: Mini

Um novo Cooper

O Mini Cooper elétrico já é uma realidade no Brasil, no entanto, uma nova geração está prestes a desembarcar em solo nacional. Com um design que mantém a tradição visual da marca, porém com novidades marcantes, o novo Mini Cooper E promete conquistar ainda mais admiradores. Esta transição representa um marco significativo na evolução do elétrico no país.

Foto: Mini
Foto: Mini

O Coração Elétrico do Mini Cooper E

Com um motor elétrico de 184 cv e 29,5 kgfm de torque, o novo Mini Cooper E oferece um desempenho ágil e responsivo, mantendo a essência dinâmica que caracteriza os veículos da marca. Apesar da redução de potência em relação ao modelo anterior, o novo Cooper E mantém o mesmo tempo de aceleração de 0 a 100 km/h, impressionantes 7,3 segundos. No entanto, uma das evoluções mais significativas está na autonomia, graças à capacidade da bateria, que aumentou para 40,7 kWh.

Mini Cooper E / Foto: Mini
Mini Cooper E / Foto: Mini

Com essa melhoria, o Mini Cooper E pode percorrer até 305 km com uma única carga, segundo o ciclo WLTP. Além disso, a recarga rápida permite que 70% da bateria seja carregada em apenas 28 minutos, proporcionando maior conveniência para os proprietários. Esta combinação de desempenho e eficiência coloca o Mini Cooper E em uma posição de destaque no mercado de veículos elétricos.

Foto: Mini
Foto: Mini

Design Clássico e Contemporâneo

O visual do novo Mini Cooper E combina o clássico e o contemporâneo de forma equilibrada. Com linhas mais minimalistas e detalhes refinados, o design exterior do veículo apresenta uma frente marcante com faróis arredondados e elementos em preto, além de uma traseira elegante com lanternas em LED e um discreto spoiler.

Foto: Mini
Foto: Mini

No interior, ele oferece o mesmo padrão de qualidade e sofisticação das versões mais luxuosas da marca. Destaque para o quadro de instrumentos integrado à central multimídia redonda e os materiais de alta qualidade, como o revestimento em tecido tricotado e os bancos com acabamento que imita couro. Ademais, essa atenção aos detalhes eleva a experiência de condução a um novo nível de conforto e elegância.

Foto: Mini
Foto: Mini

Preços e Opcionais

O novo Elétrico chega ao mercado brasileiro com um preço inicial de £ 30.000, aproximadamente R$ 188.000. No entanto, há diversas opções de personalização disponíveis. Por exemplo, a pintura Sunny Side Yellow, que acrescenta R$ 3.500 ao valor final, e as rodas de 17 polegadas, disponíveis por mais R$ 3.500. Assim, os consumidores terão a liberdade de adaptar o veículo de acordo com suas preferências e estilo pessoal.

Foto: Mini
Foto: Mini

Para os fãs da marca que desejam ainda mais tecnologia e conforto, o pacote opcional “Nível 2” oferece uma série de equipamentos adicionais, incluindo LED adaptativos, carregamento por indução e head-up display de sistema Active Cruise Control, por um acréscimo de R$ 25.000.

Foto: Mini
Foto: Mini

O Mini Cooper

A história do Mini Cooper remonta à década de 1950, quando a British Motor Corporation (BMC), que mais tarde se tornou parte da British Leyland e depois da Rover Group, buscava criar um carro compacto e econômico para atender às necessidades do pós-guerra na Grã-Bretanha.

O designer chefe da BMC, Sir Alec Issigonis, foi encarregado de desenvolver esse carro revolucionário. Ele projetou um veículo extremamente compacto, com espaço interno maximizado e economia de combustível otimizada. O Mini original foi lançado em 1959, sob as marcas Austin e Morris, duas das marcas da BMC.

No entanto, o Mini Cooper, que se tornou sinônimo de desempenho e estilo, entrou em cena em 1961. Foi o piloto de corridas e engenheiro John Cooper que viu o potencial do Mini para competições automobilísticas. Ele trabalhou em conjunto com a BMC para criar uma versão de alta performance do Mini, com melhorias no motor, suspensão e freios.

O Mini Cooper logo ganhou destaque nas pistas de corrida, incluindo vitórias notáveis no Rally de Monte Carlo nos anos 1960. Sua agilidade, dirigibilidade e design compacto o tornaram um favorito entre os fãs de carros esportivos.

Em 2001, a BMW adquiriu os direitos da marca Mini e lançou uma nova geração do Mini Cooper em 2002. Este novo Mini Cooper manteve o charme retro do original, mas com tecnologia moderna e melhorias de desempenho. Hoje, o carro é um ícone da cultura automotiva, apreciado por sua combinação de estilo, desempenho e personalidade distinta.

Mini Cooper E / Foto: Mini
Mini Cooper E / Foto: Mini

Conclusão

Com o lançamento do novo Mini Cooper E, a Mini reafirma sua estratégia no país e traz mais uma ótima opção para o mercado nacional cheia de inovação e a sustentabilidade, oferecendo aos brasileiros mais uma opção de mobilidade urbana eficiente e eco-friendly. Com seu design icônico, desempenho interessante e tecnologia de ponta, o novo elétrico representa o futuro da marca e tem muito potencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui