Ventura: O Clássico Cupê Brasileiro que hoje brilha na “Gringa”

0
1560

Quando se trata de carros nacionais, o Puma é o mais falado, mas você já ouviu falar sobre a L’Automobile Distribuidora de Veículos Ltda? Ela foi uma fabricante brasileira de automóveis criada em 1975, em São Paulo (SP), por Claudio Campuzzano e Guillermo Pardo. Inicialmente, a empresa fabricava réplicas de automóveis históricos utilizando principalmente a mecânica VW a ar.

Ventura da L'Automobile / Foto: Bring a Trailer
Ventura da L’Automobile / Foto: Bring a Trailer

A Ascensão do Ventura

Em 1978, no XI Salão do Automóvel, a L’Automobile apresentou o Ventura, um cupê que utilizava a plataforma do Volkswagen Brasília, motor do Volkswagen Variant II, faróis do Dodge Polara e, na traseira, as lanternas do Alfa Romeo SL.

Ventura da L'Automobile / Foto: Bring a Trailer
Ventura da L’Automobile / Foto: Bring a Trailer

O modelo chegou a ter algumas unidades exportadas para a Europa e EUA. Em 1981, a empresa iniciou suas novas instalações em São Bernardo do Campo (SP), passando a produzir uma média de 60 unidades por mês. No XII Salão do Automóvel, apresentou o Ventura RS, equipado com motor 1.6 do Volkswagen Passat, refrigerado a água.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

O Fim das Atividades e o Renascimento no Exterior

Em 1983, devido à recessão que o Brasil estava passando, a L’Automobile encerrou suas atividades, e seus proprietários colocaram à venda os moldes e projetos dos carros. No entanto, alguns exemplares do Ventura encontraram um novo lar no mercado internacional, e um deles recentemente chamou a atenção ao ser colocado à venda nos EUA.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

Detalhes do Ventura à Venda nos EUA

Montaram este Ventura no Brasil sobre um chassi Volkswagen, usando componentes internos e uma carroceria de fibra de vidro fornecida pela L’Automobile Distribuidora de Veículos Ltda.

Ventura da L'Automobile / Foto: Bring a Trailer
Ventura da L’Automobile / Foto: Bring a Trailer

O carro está pintado de amarelo com listras pretas e possui faróis retangulares quádruplos e uma tampa traseira, além de rodas de liga leve Western de 13″ e 14″. Por dentro, os bancos tipo concha revestem-se em estofamento preto e cinza padronizado, acompanhados por um estéreo AM/FM com toca-fitas, além de instrumentação VDO e Cronomac.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

Especificações Técnicas

A potência vem de um motor boxer 1.6L equipado com carburadores duplos de corrente descendente, enquanto a troca de marchas é feita por meio de um transaxle manual de quatro velocidades. Este Ventura agora está na Califórnia com um título limpo do Arizona que lista o carro como se fosse um Puma de 1989. A carroceria de fibra de vidro deste Ventura é pintada de amarelo com listras pretas e foi repintada sob propriedade anterior. Além disso, detalhes adicionais incluem faróis retangulares quádruplos, espelhos retrovisores duplos, uma tampa traseira e emblemas Ventura.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

Interior e Conforto

Rodas de liga leve Western de 13″ na frente e 14″ na traseira estão montadas com pneus Bridgestone Potenza medindo 185/70 e 205/70, respectivamente. Os bancos tipo concha apresentam estofamento em tecido preto padronizado com acentos cinza contrastantes. Vinil preto cobre o painel e as portas, enquanto tapetes pretos revestem o chão. Um estéreo AM/FM com toca-fitas e equalizador embutido está localizado na pilha central. Ele também tem porta-luvas, cintos de segurança de três pontos e controles montados na porta para ajustar os espelhos retrovisores.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

Um volante de três raios combina-se com uma alavanca de câmbio montada no chão equipada com um pomo de bola de golfe. Assim, a instrumentação inclui um tacômetro VDO de 7 mil rpm, além de um velocímetro Cronomac e medidores auxiliares que indicam temperatura.

Foto: Bring a Trailer
Foto: Bring a Trailer

Conclusão

O Ventura é um exemplo notável de como a engenharia automotiva brasileira pode criar veículos icônicos e desejáveis. Mesmo muitos anos após o fim de sua produção, ele segue sendo um carro esteticamente agradável. Este modelo específico, agora residindo na Califórnia, é uma prova viva do talento e da inovação dos fabricantes brasileiros. Sua presença nos mercados internacionais não só celebra a história automotiva do Brasil, mas também destaca a durabilidade e o apelo atemporal dos carros clássicos brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui