Híbrido e Elétrico: novo Jeep Avenger ganha pujança global

0
20708

O Jeep Avenger, inicialmente sacrificado pela Jeep no Brasil para manter o Renegade em atividade, está ganhando destaque globalmente, consolidando-se como uma opção de peso no mercado internacional. O sucesso dele lá fora é tão grande que o SUV voltou a ser cogitado em nosso mercado.

Foto: Jeep
Foto: Jeep

Um SUV com muito potencial

Projetado originalmente para o cenário urbano europeu, o Jeep Avenger está chamando a atenção dos entusiastas da marca ao redor do mundo. Como o menor membro da família Jeep, ele oferece um conjunto de características distintas que o diferenciam em um segmento B-SUV altamente competitivo. Além disso, sua abordagem inovadora e design arrojado cativam os consumidores em busca de uma experiência de condução única.

Jeep Avenger / Foto: Jeep
Jeep Avenger / Foto: Jeep

Compartilhando Plataforma e Inovação

O Jeep Avenger compartilha sua plataforma CMP/eCMP com modelos como o Fiat 600 e o Alfa Romeo Junior. Esta arquitetura versátil também é encontrada em outros veículos da Stellantis, como o Opel Mokka e o Peugeot 2008, proporcionando uma base sólida para a inovação e o desempenho. Assim, essa plataforma comum promove sinergias e colaborações significativas entre os diferentes modelos da empresa.

Jeep Avenger / Foto: Jeep
Jeep Avenger / Foto: Jeep

Com dimensões compactas, o SUV destaca-se como um dos membros mais ágeis do grupo, oferecendo praticidade e agilidade em ambientes urbanos e além.

Foto: Jeep
Foto: Jeep

Eletrificação: Uma Nova Era para o Avenger

Inicialmente concebido para ser predominantemente elétrico, o Avenger teve que se adaptar aos desafios do mercado, resultando em uma oferta diversificada que inclui versões elétricas e híbridas.

Foto: Jeep
Foto: Jeep
  • Avenger EV: Equipado com um motor elétrico potente, oferece uma autonomia impressionante de 400 km no ciclo combinado, tornando-se uma opção atraente para os adeptos da mobilidade sustentável.
  • Avenger a Combustão: Com um motor turboalimentado de três cilindros, oferece praticidade e acessibilidade em regiões onde a infraestrutura de recarga ainda está em desenvolvimento.
  • Avenger e-Hybrid: Uma combinação inteligente de motor a gasolina e elétrico, proporcionando uma experiência de condução dinâmica e eficiente.
Foto: Jeep
Foto: Jeep

Especificações e Desempenho

O Avenger EV impressiona com seus 156 cavalos e 260 Nm de torque, enquanto a versão a combustão oferece 100 cavalos de potência e 205 Nm de torque. Já o modelo e-Hybrid combina o melhor dos dois mundos, com o mesmo motor a gasolina de 1,2 litros e um motor elétrico adicional para impulsionar ainda mais o desempenho. Além disso, essa versatilidade proporciona uma experiência de condução incomparável.

Foto: Jeep
Foto: Jeep

O Jeep Avenger

A Jeep começou a produzir o Jeep Avenger, um crossover compacto do segmento B, em janeiro de 2023, principalmente para atender ao mercado europeu. Este modelo, posicionado abaixo do Renegade, representa a menor opção da marca em termos de veículos oferecidos.

Foto: Jeep
Foto: Jeep

Vale destacar que o nome “Avenger” tem uma história prévia, tendo sido utilizado pela Chrysler em duas ocasiões distintas. Primeiramente, como o Dodge Avenger, um produto norte-americano comercializado entre 1994 e 2000, e posteriormente entre 2008 e 2014. Antes disso, o nome foi associado ao Hillman Avenger, fabricado pela extinta divisão europeia da Chrysler nos anos 70.

Jeep Avenger / Foto: Jeep
Jeep Avenger / Foto: Jeep

Conclusão

Em suma, o novo Jeep Avenger emerge como um exemplo marcante de adaptação e inovação na indústria. Com sua variedade de opções de propulsão, desde elétrica pura até híbrida, ele não só atende às demandas dos diferentes mercados em termos de eficiência e desempenho, mas também estabelece um padrão bem elevado.

Ao compartilhar uma plataforma versátil com outros modelos da Stellantis, o Avenger demonstra o poder da colaboração e da sinergia dentro da indústria. Com suas dimensões compactas e características distintas, ele se destaca como uma escolha ágil e prática para os consumidores urbanos, solidificando sua posição como uma força global no cenário automotivo.

Com tudo isso, o Avenger não apenas se torna um competidor de peso em seu segmento, mas também um ícone com um futuro bem promissor. Esperamos que a Stellantis possa reavaliar sua estratégia em relação ao Brasil e que ele não demore de chegar por aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui